Top 10 – Veículos estranhos construídos para o Dakar

Aqui fica a minha lista de algumas das máquinas mais emblemáticas do Rali Dakar.

10 – Fiat Panda Dakar (2007)
– Motor 2.0 litros a diesel (Multijet) de 180 cavalos.

Fiat PanDAKAR Photo 6 1227

9 – Jules Proto 6×4 de (1981)
– Motor central Chevrolet (Small Block) 5.7 litros de 350 cavalos ligado a uma caixa de velocidades manual do Porsche 935.

Rainer Nyberg on Twitter: "Thierry de Montcorgé/Jean-Pierre Nicolle, 1984  Paris-Alger-Dakar Rally, Jules II Proto 6x4 Chevy 350. DNF.  http://t.co/MKOR8FcXrV"

8 – Camião DAF de duas cabines (1984)
– Tinha dois motores e duas cabines e o dobro de quase todas as peças para reposição mas infelizmente não conseguiu correr na prova. O seu construtor, Jan de Rooij, disse que no dia do prólogo uma das poucas peças que não tinham avariou.

500+ "Speed Junkies" ideas | racing, car humor, race cars

7 – Smart 4×4 Dakar
– Motor Polaris 900cc de 90 cavalos, foi um projeto desenvolvido pela Team Feber que por falta de financiamento não conseguiu participar no Dakar de 2013.

SNAFU!: A SMART Car made into a 4x4 | Smart car, Smart fortwo, Rally car

6 – 2cv Bip Bip Dakar
– Dois motores de 2cv um na frente e um na traseira somando um total de 90 cavalos (inspirado no modelo 2cv Sahara bi-motor). Participou em 2005 onde teve de abandonar com problemas na embraiagem e em 2007 onde abandonou novamente a prova pois foi atingido por outro veículo.

GALERIE: I tyhle podivnosti jezdily Dakar. Šestikolka, kačena, Lada, ale i  Rolls-Royce | E15.cz

5 –  Vespa P200E
– Conduzida por Yvan Tcherniavsky em 1980 conseguiu ir de França até ao Senegal onde terminou a prova (4 dias depois de ter terminado o evento).

Os 10 veículos mais loucos na história do Dakar

4 – O Titan (Audi Sport 2015)
– Motor era um V6 TDI twin-turbo da Audi com 3.0 litros que desenvolvia cerca de 300 cavalos e 650 Nm de binário. Um projeto ambicioso por parte do diretor da Audi Sport que não correu bem pois o carro teve de abandonar com problemas elétricos, completando apenas a primeira etapa da edição de 2015.

Dakar: Electrical problems unfortunately sideline CR Racing Audi TDI  powered Titano – Pulpaddict

3 – Rolls-Royce Corniche Coupé “Jules” (1981).
– O V12 de 6.75 litros original foi trocado por um V8 americano de 350 cavalos (o mesmo 5.7 litros Chevrolet que o do  Jules Proto 6×4) ligado a uma caixa de velocidades manual de quatro relações.

Seventies Rolls-Royce in 1981 Paris-Dakar Rally across the Sahara
This would be an awesome NORRA entry! | race-deZert

2- Toyota Land Cruiser (distribuidor de batatas fritas).
– Durante uma etapa no Dakar de 2008 os dois pilotos belgas do Land Cruiser surpreenderam toda a gente quando começaram a oferecer batatas fritas cozinhadas no seu carro de corrida.

Pneus 235/85/R16 pour HZJ 78/79: Inconvénients ? - Casa Trotter
M6 - Le 6 minutes - La Ch'ti Friterie concurrent surprise du Dakar 2009 -  Hedimag, fabricant de commerce mobile

1 – Christian de Leotard
– O homem que transformou todos os modelos possíveis em veículos com tração 6×6. Desde um Range Rover até uma Citroen C15, o objetivo era testar no Dakar os seus protótipos para caso fossem realmente superiores aos concorrentes os comercializar.

Mercedes G 6×6
Os Renault 5 6×6 de Christian Léotard | Quatro rodas e um volante!
Mercedes 190 6×6 Dakar
Christian de Léotard, el hombre de las 6 ruedas y sus Renault 5 6X6. -  12cilindros
Renault 5 6×6 Paris-Dakar (1980)
Renault 5 Turbo 6x6 | Datsun car, Renault 5, Renault
Renault 5 Turbo 2 6×6 “Stradale”

Qual é que faltou na tua opinião?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *