Será que vamos ter o novo TVR Griffith V8?

Foi visto a andar pela primeira vez em 2018 na pista de testes Dunsfold Aerodrome e a sua espera tem sido longa. Depois de tantos anúncios parece que o GT com motor de Mustang vai ser finalmente produzido.

A TVR é mais uma marca de automóveis inglesa que produz poucas unidades unidades, transformando os seus modelos em exemplares exclusivos. O seu propósito é desenvolver carros dinâmicos e leves que geralmente equipam motores com bastante potência. Este facto transforma os seus carros em GT’s o que a posiciona entre a Lotus e a Aston Martin.

O novo Griffith será o regresso da TVR desde 2004, com o Sagaris, e ainda o primeiro desde a marca foi adquirida por um novo empresário em 2013. A receita para o sucesso está lá, um motor V8 na frente e tracção apenas nas rodas traseiras. O seu objectivo é rivalizar modelos como o Porsche 911, o Jaguar F-type ou o Aston Martin Vantage e ainda participar em provas desportivas como as 24 Horas de Le Mans para provar que são uma amrca fiável, algo que no passado não se comprovava.

No exterior o modelo apresenta um capot longo, conta com duas saidas de escape na frente, atrás das rodas como no Griffith de 1960, e mede o mesmo que o Porsche 718 Cayman, cerca de 4,40 metros. Existe ainda um aileron discreto e muita gente compara a sua traseira com a do novo Toyota Supra.

A nível de motor o modelo apresenta um “Coyote” V8 da Ford, que apesar de contar com tecnologia avançada ainda é uma unidade antiga, boa em termos de fiabilidade. A preparadora inglesa Cosworth ainda fez algumas alterações e o motor deve produzir cerca de 500 cavalos e alcançar as 7500 rpm. Segundo a marca o modelo deverá pesar 1250kg o que representa uma relação peso potência de aproximadamente 400 cavalos por tonelada. Conta ainda com uma caixa de seis velocidades manual Tremec.

Ainda não existem dados oficiais mas segundo informações do CEO da TVR, o novo Griffith vai ser capaz de realizar o 0 aos 100 km/h em menos de 4 segundos e a velocidade máxima irá ultrapassar os 300 km/h.

O modelo deverá começar a ser produzido dentro de 18 meses, onde cerca de 1000 coupés e 1000 descapotáveis vão sair da fábrica anualmente. Vão existir duas versões, a Sport que se foca unicamente na parte desportiva e a GT que é uma versão mais confortável para utilizar diariamente.

A TVR anúnciou que o preço do novo Griffith deve começar nos 115 mil euros, este GT de dois lugares vai contar com combinações de cores únicas, uma tradição da marca inglesa.

Será este um “irmão mais velho” do Toyota Supra com motor V8?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *