Sabes qual foi o carro mais caro de sempre a ser vendido num leilão online?

Foi vendido este ano, muito recentemente, no dia 7 de Agosto um Ferrari 275 GTB Long Nose de 1966 por mais de 2,6 milhões de euros. Uma quantia de dinheiro elevada para um carro que foi visto maioritariamente em imagens virtuais.

Trata-se de uma unidade em excelente forma para os mais de 50 anos que apresenta, sendo que nunca foi alvo de qualquer restauro. Segundo o comunicado de imprensa divulgado pela Gooding & Company’s trata-se de um modelo totalmente completo. Possui todos os registos de manutenções efectuadas, kit de ferramentas original Ferrari, todos os manuais de origem entre outros detalhes como luvas de condução da época.

O modelo conta com um motor V12 de 3.3 litros com sensivelmente 300 cavalos, capazes de acelerar até aos 100 km/h em apenas 6,2 segundos. Em 1966 era um dos automóveis de estrada mais rápidos que ultrapassava os 270 km/h. Mais uma vez, para 1966 era o topo de gama, mas mesmo hoje em dia são números de carro desportivo.

O presidente e chefe executivo da casa de leilões, David Gooding, afirmou numa entrevista de forma bastante educada que não iria revelar a identidade do novo dono. Ainda assim adiantou que o 275 GTB branco é um carro especial e que fica em boas mãos.

Com o mercado dos clássicos a crescer cada vez mais, mesmo em tempos de Covid-19 existem opções para comprar automóveis. A Gooding & Company’s já facturou cerca de 70 milhões de euros desde o inicio da pandemia. Os coleccionadores conseguem através do site ver mais de 100 fotografias detalhadas dos modelos em questão e avançar com as licitações. Todos os documentos e questões sobre os modelos em questão podem ser requisitados aos organizadores.

A Gooding & Company’s é a maior casa de leilões com automóveis clássicos e desportivos do mundo, que facilmente vende unidades por 10 ou 20 milhões de euros. Oferece carros que fazem parte da história automóvel como o Fórmula 1 de 1975 de Niki Lauda (Ferrari 312T). Como este existem muitos outros, tanto de competição como de estrada.

Estes recordes online estão constantemente a ser ultrapassados pois esta realidade “virtual” torna-se cada vez mais real. O último carro mais caro a ser vendido por este meio também foi um Ferrai três meses antes. Na altura um Enzo de 2003 arrecadou aproximadamente 2,3 milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *