O novo Sandero está melhor a todos os níveis até no preço

O novo modelo da Dacia vai começar nos 9 mil euros, mas esta é só uma das muitas novidades.

Estivemos presentes na apresentação nacional do renovado Dacia Sandero e o resultado final foi bastante positivo. Um modelo mais jovem com um nível de qualidade bastante superior face à antiga geração e com motorizações interessantes, onde o diesel foi excluído.

Esta é a terceira geração do Sandero e começo por abordar o Stepway que para mim foi o modelo que mais me cativou pela sua proposta de pequeno crossover. O seu capô exclusivo anuncia a sua presença e a sua altura em relação ao solo juntamente com as barras de tejadilho evidenciam de que se trata de um Stepway.

Um carro competente e relativamente dinâmico, graças à nova plataforma modular CMF-B da Renault, com uma condução bastante superior à geração anterior. Para completar o look exterior o modelo ainda conta com proteções nos arcos das rodas para possibilitar umas incursões fora de estrada.

O último destaque segue ainda para os interiores totalmente renovados. As saídas do ar condicionado apresentam um design bastante atual, os modelos podem equipar sistema de navegação e conexão ao smartphone onde a partilha do ecrã é possível.

O Sandero oferece ainda cruise control e a preocupação com o conforto não acaba aqui. Pela primeira vez o modelo vem equipado com direção elétrica teto de abrir e um apoio de braço para o condutor. A nível dos bancos a sua qualidade também aumentou, é possível ajustar a sua altura e no caso do Stepway estes contam com essa mesma assinatura, para diferenciar os modelos.

Relativamente ao Sandero normal está mais largo, possui mais espaço no interior para os seus ocupantes e de um modo geral cresceu relativamente ao modelo anterior. A sua altura ao solo está mais reduzida por questões de eficiência e no exterior este também foi totalmente renovado.

Relativamente aos preços a Dacia já nos revelou quanto é que os novos modelos vão custar. Relativamente ao Sandero Stepway estes começam nos 13.250 euros para o modelo de entrada Tce 90 FAP Essential, chegando aos 16.050 euros para o mais completo Tce 90 CVT FAP Confort. Quanto ao Dacia Sandero o seu preço em Portugal começa nos 9.000 euros para o modelo de entrada Sce 65 FAP Access, sendo que o mais caro é o Tce 90 CVT FAP Confort com um preço de 14.550 euros.

A nível de motor todos contam com a mesma configuração, um três cilindros a gasolina com um litro de capacidade. A potência começa nos 65 cavalos e termina com o mais forte de 90 ou 100 cavalos, estes já com recurso a um turbo, sendo o de 90 cavalos o mais equilibrado para o modelo.

Para quem preferir uma condução menos preocupada a caixa de velocidades automática CVT é a melhor opção, numa condução normal funciona sem qualquer problema com o motor 1.0, independentemente da potência escolhida. Para quem quiser um pouco mais de emoção e sentir mais o controlo da “maquina” a caixa manual de seis velocidades é a melhor opção, a que eu recomendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *