O Ken Block está de volta ao Rallycross com um Fiesta eléctrico

Com o crescimento do desporto motorizado eléctrico foi a vez de Ken Block se estrear nesta nova vertente do Rallycross. Para participar a Ford e uma empresa austríaca (STARD) estão a preparar o Projekt E.

Esta é uma nova categoria, criada recentemente, com ligeiras diferenças do campeonato “normal” de Rallycross, onde a maior é mesmo os automóveis serem eléctricos.

Os níveis de potência são próprios do piloto de gymkhana, 613 cavalos e 1002 Nm de binário, pois é, promete ser rápido. Tudo começou como um Ford Fiesta St que lentamente se começou a modificar e deu origem a este monstro que agora conhecemos. Três motores eléctricos ligados a duas transmissões de duas velocidades, uma para as rodas da frente e uma para as da traseira. De forma a controlar o peso, as baterias foram cuidadosamente estudadas e posicionadas no centro do Fiesta.

A máquina garante tracção às quatro rodas e acelerações na casa dos 1,8 segundos até aos 100 km/h, algo de respeito. A velocidade não é o objectivo do modelo, tendo em conta o tipo de circuitos onde vai participar, ainda assim consegue cumprir os 240 km/h.

A arrancar já este ano a nova categoria de Rallycross só foi possível de devido a uma parceria entre a STARD e a IMG. Ou seja a empresa que está a desenvolver os motores eléctricos que equipam os carros de competição e a FIA World Rallycross Championship.

Sabemos ainda que o Fiesta numa fase final vai contar com as famosas cores da Monster Energy, preto e verde, bem como os patrocínios da Hoonigan Racing Division.

Será que os pilotos e os apaixonados por carros vão sentir falta do barulho e das explosões da gasolina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.