O Aston Martin exclusivo que tem um motor V12, 848 cavalos e caixa manual

O novo modelo “Victor” foi desenvolvido pela divisão especial da Aston Martin (Q) e o motor V12 foi preparado pela Cosworth. Trata-se de uma unidade exclusiva baseada no modelo One -77 e que demonstra toda a capacidade da marca inglesa.

Aston Martin V8

Por fora o modelo remete para os Aston Martin V8 de 1970 e 1980, a grelha, os faróis, até a discreta asa traseira (estilo boattail) são algumas das inspirações. Apesar de recorrer ao One-77 o modelo tem um design totalmente diferente, visto que todos os painéis foram modificados. O modelo ainda marca pela sua cor especial, Pentland Green e em termos visuais é um modelo que ao mesmo tempo consegue ser um automóvel de linhas agressivas e por outro lado uma peça de arte.

Com um capot de grandes dimensões e uma silhueta bastante baixa este é um verdadeira desportivo de atravessar continentes, ou como nós gostamos de chamar, um verdadeiro GT.

Com um monocoque totalmente em fibra de carbono, adaptado do One-77, o Aston promete reunir rigidez e preocupação com o peso, que num carro de grandes dimensões é fundamental para não comprometer a performance.

A nível do motor temos uma espécie rara nos dias de hoje. Um V12 de 7.3 litros de cilindrada aspirado sem qualquer turbo, o mesmo do One-77 mas agora fortemente modificado pela Cosworth. Os antigos 750 cavalos são agora 848 cavalos e 822 Nm, ou seja, aumentou cerca de 100 cavalos.

Mas as boas noticias não acabam por aqui. A caixa de velocidades deste modelo é manual, e sim ele tem três pedais. Os 848 cavalos são entregues às rodas traseiras por uma caixa de seis velocidades manual que teve de receber uma embraiagem capaz de enfrentar este desafio devida a toda a força que o motor produz.

O interior é marcado por fibra de carbono exposta e muito materiais de alta qualidade como madeira de nogueira. Em termos dinâmicos tudo indica que o carro deve ser bastante desportivo. O modelo utiliza ainda os mesmos amortecedores e molas que o Vulcan com seis ajustes possíveis.

O modelo conta ainda com rodas de tranca central, travões de seis pistões com discos em carbono e produza mais downforce que os modelos de competição GT4.

O Victor é uma homenagem a Victor Gauntlett, antigo patrão da marca inglesa. O seu preço ainda não é conhecido mas sendo o Aston Martin mais potente de sempre devemos esperar algo com vários milhões de euros. Nada mau para um supercarro único legal para estrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *