FIA confirma Hyundai, Ford e Toyota para WRC híbrido

FIA confirma que a Hyundai, Toyota Gazoo Racing e Ford M Sport comprometeram-se a um contrato de três anos para competir no WRC de 2022 até 2024. A temporada de 2022 marca o início de uma nova era híbrida, na qual todas as três equipas vão apresentar um novo piloto de WRC para cumprir os regulamentos alterados.

FIA confirma

Vão utilizar os mesmos motores a gasolina turbo de 1,6 litros que os atuais carros de WRC, e vão ser combinados com uma bateria de 3,9 kWh, e um motor elétrico de 136 cv. Como tal, os valores totais de potência e torque serão maiores do que os 375 cv e 424 Nm.

Os carros também vão manter os seus sistemas de tração nas quatro rodas e caixas sequenciais de cinco velocidades e, como antes, não terão permissão para utilizar nenhum diferencial central ativo. A suspensão e os eixos serão ainda mais simplificados em comparação com os regulamentos atuais.

FIA confirma

Para acomodar a nova bateria, todos os carros WRC vão ter de incorporar um reforço adicional das rollcages, com um aro de reforço extra colocado na parte traseira da gaiola soldada, bem como barras de porta reforçadas para melhor proteção contra impactos laterais.

Nenhuma das três equipas revelou ainda os seus carros, mas espera-se que a Toyota Gazoo Racing (finalmente) coloque seu GR Yaris em uso, ele próprio especificamente homologado para as “novas” alterações do regulamento de 2021 que foram abandonadas para abrir caminho para o novo carros híbridos.

FIA confirma

A Hyundai também deve mudar para o novo chassi i20 N, cuja versão para estrada acaba de ser lançada e causou uma primeira impressão brilhante, mesmo que esteja mais longe da versão de competição do que o GR Yaris da Toyota.

Mais detalhes técnicos serão divulgados a partir de junho deste ano, onde teremos uma ideia ainda mais clara dos carros que vão estrear a próxima geração do WRC.

Artigo de Filipe Duque

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *