Eras capaz de abandonar um Ferrari?

Infelizmente sabemos que nem todos os donos conseguem cuidar dos seus automóveis em condições. Por vezes alguns dos modelos mais icónicos acabam por ser abandonados ou acabam em locais bastante inóspitos.

O Ferrari 456GT não é o carro mais exclusivo a sair de Modena, no entanto é sempre impressionante ver um automóvel com estas características ao abandono.

Estas fotografias foram tiradas em Tokyo e datam de 2018 mas sabe-se que o modelo se encontra “estacionado” desde 2009. Trata-se especificamente de um 2+2 com um motor V12 de 5.5 litros que produz uns incríveis 436 cavalos e está equipado com uma caixa manual de seis velocidades.

Foi construído com o propósito de realizar viagens longas, carregar quatro pessoas e bagagem confortavelmente. Ainda assim o seu 0 aos 100 km/h em 1992 era cumprido em apenas 5,2 segundos, o tempo normal de qualquer hot-hatch atual. A velocidade máxima era mais alegre alcançando uns expressivos 300 km/h.

O seu exterior está bastante degradado e o facto do verniz estar todo descolado não ajuda. O interior em creme apresenta-se bastante mais conservado e no seu painel de instrumentos estão marcados 41 mil quilómetros, que para um Ferrari deste género é pouco.

Quem é que tem vontade de salvar este 456GT?

Podem ver aqui o ensaio do Hugo Marcos a um modelo exatamente igual, mas muito muito mais bem conservado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *