A Porsche vai apostar num Cayman totalmente elétrico?

A Porsche está a decidir se os novos Cayman e Boxster serão oferecidos com motorizações elétricas, mas confirmou que continuará com a linha de modelos 718, independentemente da motorização. Esta última atualização vem depois de um longo período de incerteza em relação à substituição do atual roadster e coupé com motor central, que está entrar no 9ª geração.

A Porsche

O próximo 718 foi inicialmente confirmado para ser construído na própria plataforma Modular Mid-Engined (MMB) da Porsche, que atualmente sustenta a geração (992) 911. Mas se o novo Boxster e Cayman realmente mudarem para motores elétricos. Embora o 992 tenha sido inicialmente projetado para acomodar uma motorização híbrida, não se pensa que será adaptado para acomodar os requisitos elétricos ou híbridos do 718.

A Porsche

Embora a plataforma MMB tenha sido projetada desde o início para incluir a opções híbridas, os modelos totalmente elétricos que requerem mais espaço para baterias e menos espaço para motores são improváveis de serem compatíveis com a arquitetura atual.

A Porsche

Além das especificações técnicas, a questão é saber se o esforço e as despesas para transformar o novo 718 num carro desportivo elétrico irá ou não ser rentável. Dado a redução do mercado dos carros desportivos tradicionais e a adoção entusiástica de carros elétricos de alta potência, o investimento da Porsche para transformar os próximos Boxster e Cayman em modelos exclusivamente elétricos poderia valer a pena, especialmente se os modelos de combustão continuarem a ser limitados por leis e impostos elevados.

A Porsche

Esta decisão também pode permitir que a Porsche continue com motores de combustão interna no 911, possivelmente misturado com uma opção híbrida – especialmente se o mercado de combustível sintético continuar a receber investimentos e se desenvolver – colocando menos pressão nas vendas de EV para manter a média de sua frota de CO2 baixa.

A Porsche confirmou que uma decisão sobre o futuro do 718 será tomada no verão e, independentemente do resultado, a sua existência irá continuar seja com uma motorização elétrica ou de combustão interna.

Artigo de Filipe Duque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *