Mercedes Benz GLC de 4MATIC, tudo o que precisas de saber

Mercedes Benz GLC de 4MATIC o diesel eletrificado. Reúne um motor tradicional a combustão com um elétrico e consegue obter resultados bastante positivos, até no preço.

Mercedes Benz GLC

O Mercedes-Benz GLC de é uma espécie rara no meio automóvel porque é dos pouco modelos no mercado que aposta na ligação entre o diesel e a electricidade. É um híbrido plug-in que tem tudo para resultar bem, baixos consumos e bastante performance.

No exterior este SUV mantém as linhas a que já estamos habituados, lançado em 2015 já não é propriamente uma novidade. No entanto esta nova versão plug-in esconde bem as linhas da idade pois ainda mantém um especto bastante jovem, tanto no exterior como no interior. Também existe a versão Coupé mas sinceramente esta configuração ensaiada é a mais bonita.

Mercedes Benz GLC

A qualidade de construção e a acabamento é o que se espera de um Mercedes-Benz. Ausência de plásticos duros e bastante atenção a pequenos pormenores mais concretamente no interior como a madeira de freixo a embrulhar a consola central, uma das inúmeras configurações neste modelo. Com mais de 500 quilómetros percorridos os bancos mostraram-se bastante confortáveis tanto nos lugares da frente como nos traseiros.

Mercedes Benz GLC

Mas vamos abordar o fator decisivo aqui, a motorização deste modelo em especifico. O Mercedes-Benz GLC de 4MATIC recorre a um bloco de 2 litros a diesel de 194 cavalos que em conjunto com um motor eléctrico desenvolvo cerca de 306 cavalos. Como devem calcular a intenção deste modelo não é ser desportivo, isso fica reservado para os AMG. Aqui a intenção é utilizar estes cavalos para a eficiência, essa que é demonstrada nos consumos.

Mercedes Benz GLC

Como sabemos os modelos a diesel tendem em ser mais económicos que os equivalentes a gasolina, quando para além de ser a diesel são também híbridos essa economia ainda aumenta. Ainda que o seu peso seja de 2125 kg, o GLC de consegue realizar consumos na casa dos 5/5,5 litros combinados. Este fenómeno deve-se a vários factores como como o elevado binário (até 700Nm combinado) a baixas rotações do motor diesel e eléctrico que em combinação funcionam muito mas mesmo muito bem. Um sistema tão evoluído e eficaz que me faz questionar o porque de mais marcas não o utilizarem, certamente tem várias condicionantes.

Mercedes Benz GLC

É de referir que o modelo possui vários modos de condução, alguns personalizáveis onde o condutor decide reunir vários aspectos que necessita. O modo mais rápido e menos económico onde encontramos toda a potencia do modelo é no Sport + com os 306 cavalos e 700Nm. O destaque vai para o modo eléctrico onde o GLC de consegue fazer cerca de 42 km sem qualquer problema totalmente eléctrico.

A nível de preço este SUV premium começa nos 67 500 euros mas a versão ensaiada com bastantes extras custa 84 310 euros. As contas que precisamos de fazer aqui são que a versão a diesel de 2 litros de 194 cavalos custa menos mil euros. Sim também é económica mas não tanto como o GLC de. São mil euros que fazem a diferença entre 194 cavalos e 306, sem referir todas as vantagens do modelo híbrido.

Mercedes Benz GLC

O Mercedes-Benz GLC de 4MATIC é um modelo que nos consegue surpreender ao em si o combustível que afirmam ser o mais poluente e um motor eléctrico. Uma proposta invulgar que resulta muito bem, foi uma surpresa agradável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *